Arquivo da tag: Tecnologia

3 mega-tendências que direcionarão negócios digitais na próxima década, segundo o GARTNER

MegaTrendsPic01

 "Essas megatendências ilustram que quanto mais organizações puderem fazer da tecnologia uma parte integrante das experiências dos funcionários, dos parceiros e dos clientes, mais eles poderão conectar seus ecossistemas às plataformas de maneiras novas e dinâmicas "

As tecnologias emergentes citadas no relatório  "Hype Cycle for Emerging Technologies, 2017" da Gartner Inc. revelaram três megatendências distintas que permitirão que as empresas sobrevivam e prosperem na economia digital nos próximos cinco a 10 anos.

Inteligência artificial (AI) por todo lado, experiências de imersão transparente e plataformas digitais são as tendências que proporcionam inteligência incomparável, criam experiências profundamente novas e oferecem plataformas que permitem que as organizações se conectem com os novos ecossistemas empresariais.

O relatório " Hype Cycle for Emerging Technologies" fornece  uma perspectiva interindustrial sobre as tecnologias e as tendências que os estrategistas de negócios, os principais responsáveis ​​pela inovação, os líderes de P & D, os empreendedores, os desenvolvedores de mercado global e as equipes de tecnologia emergentes devem considerar.

O relatório é o único entre a maioria dos Ciclos de Hype do Gartner porque ele mostra os insights do instituto sobre mais de 2.000 tecnologias em um conjunto sucinto e tendências emergentes convincentes. Este Hiperciclo foca especificamente o conjunto de tecnologias que se mostram promissoras ao oferecer um alto grau de vantagem competitiva nos próximos 5 a 10 anos (ver Figura 1).

"Os arquitetos empresariais que se concentram na inovação tecnológica devem avaliar essas tendências de alto nível e as tecnologias em destaque, bem como o impacto potencial em seus negócios", disse Mike J. Walker, diretor de pesquisa da Gartner. "Além do potencial impacto nas empresas, essas tendências oferecem uma oportunidade significativa para os líderes de arquitetura empresarial para ajudar líderes empresariais e de TI a responder às oportunidades e ameaças de negócios digitais, criando produtos práticos que orientam as decisões de investimento ".

 

 MegaTrendsPic02

Figura 1. Hype Cycle for Emerging Technologies, 2017

Nota: PaaS = platform as a service; UAVs = unmanned aerial vehicles.

Fonte: Gartner (Julho 2017)

 

AI - Inteligência Artificial em todos os lugares

As tecnologias de inteligência artificial serão a classe de tecnologias mais disruptivas nos próximos 10 anos devido ao poder computacional radical, quantidades quase infinitas de dados e avanços sem precedentes em redes neurais profundas. Isso permitirá que organizações com tecnologias AI aproveitem os dados para se adaptar a novas situações e resolver problemas que nunca conheceu previamente.

As empresas que procuram alavancagem neste tema devem considerar as seguintes tecnologias: aprendizado profundo, aprendizado de reforço profundo, inteligência geral artificial, veículos autônomos, computação cognitiva, UAV comerciais (drones), interfaces de usuário conversacionais, taxonomia empresarial e gerenciamento de ontologia, aprendizado automático de máquinas, Pó inteligente("smart dust"), robôs inteligentes e espaço de trabalho inteligente.

 

Experiências de imersão transparente

A tecnologia continuará a tornar-se mais centrada no ponto de vista humano, no sentido de introduzir a transparência entre pessoas, negócios e coisas. Esta relação se tornará muito mais entrelaçada à medida que a evolução da tecnologia se torna mais adaptativa, contextual e fluida no local de trabalho, em casa e na interação com empresas e outras pessoas. As tecnologias críticas a serem consideradas incluem: impressão 4D, realidade aumentada (AR), Interface computador-cérebro, casa conectada, aumento humano(Humano2.0), eletrônica de nanotubos, realidade virtual (VR) e displays volumétricos.

 

Plataformas digitais

As tecnologias emergentes requerem revolucionar as fundações habilitadoras que fornecem o volume de dados necessários, o poder de computação avançado e os ecossistemas que permitem a ubiquidade. A mudança da infraestrutura técnica compartimentada para as plataformas habilitadoras de ecossistemas está lançando as bases para modelos de negócio totalmente novos que estão formando a ponte Entre humanos e tecnologia.

As principais tecnologias de habilitação de plataforma a serem rastreadas incluem: 5G, Digital Twin, Edge Computing, Blockchain, Plataforma IoT, Hardware Neuromórfico, Computação Quântica, PaaS sem Servidor e Segurança Definida pelo Software. "Quando consideramos esses temas juntos, as tecnologias de habilitação centrífuga em experiências de imersão transparente centradas na cognição humana - como espaço de trabalho inteligente, casa conectada, realidade aumentada, realidade virtual e a crescente interface cérebro-computador - estão se tornando as tecnologias de ponta que estão puxando as outras tendências ao longo do Hype Cycle", disse Walker. As tecnologias emergentes "AI Everywhere" estão se movendo rapidamente através do Hype Cycle. Tecnologias como o aprendizado profundo, a aprendizagem autônoma e a computação cognitiva estão apenas cruzando o pico, o que mostra que são as principais capacitadoras que criam experiências transparentes e imersivas. Finalmente, as plataformas digitais estão subindo rapidamente o Hiperciclo, ilustrando as novas realidades de TI que são possíveis, fornecendo as plataformas de destaque que irão alimentar o futuro.

Autor: Nick Ismail

Fonte:3 mega-tendências que direcionarão negócios digitais na próxima década - Gartner

Veja também:

Catálogo de Serviços na Prática 

Curso Alinhamento Estratégico da TI 

Curso online elaboração de Matriz de Riscos de TI 

Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK   

Curso sobre Monitoração de Aplicações 

Curso Aplicando MASP no Processo de Gerenciamento de Problemas do ITIL  

Curso Aplicação de Técnicas de Gerenciamento de Riscos de TI 

Curso Capacitação em Gerenciamento de Riscos de TI

Curso de Planejamento Estratégico de TI

Curso Especialização em SLA    

Curso Estruturação da Arquitetura dos Processos de TI 

 

 

 

 

 



 

25 sites para baixar vídeos gratuitos

25 sites para baixar vídeos gratuitos

royalty free [4K e HD]

Vantagens de vídeos para a sua estratégia de conteúdo:

  • Mais de 80% dos usuários assistem vídeos on-line;
  • Melhoram a experiência do usuário e ajudam a permanecer em seu website;
  • Podem ajudá-lo a melhorar o seu posicionamento orgânico;
  • Ajudam a aumentar a taxa de conversão;
  • Melhoram o envolvimento e são mais eficazes porque permitem  explicar o conteúdo mais facilmente e visualmente;
  • São muito mais virais, pois causam emoções ao espectador;
  • A maioria dos usuários da Web compartilham vídeos on-line.

 

 

1. Videezy

 

Se você quiser baixar vídeos gratuitos em resoluções 4K e HD, Videezy é a sua plataforma. É uma ferramenta muito intuitiva, porque você pode pesquisar por palavras-chave ou filtrar por categoria. Ele tem mais de 1.000 vídeos em 4K e uma de suas vantagens é que você pode pesquisar em espanhol ao contrário de outras páginas.

Não exige registro,   dá para baixar e em menos de cinco segundos e ter o seu vídeo em alta qualidade. Todos os vídeos são gratuitos, mas a sua utilização dependerá da licença de cada autor, que é especificado no vídeo em si quando você dá display.

 

2. Pixabay

 

Outro site que você provavelmente conheça por seu extenso banco de imagens e vetores é Pixabay. Há vários anos que publicou os seus próprios vídeos grátis  em 4K (2160p) e HD (1080p).

Procure o melhor vídeo que se adapte às suas necessidades de filtragem por categorias, animações e efeitos e você pode até mesmo fazer uso deles sem problema,  ele permite modificações  pois seus conteúdos são livres de direitos de autor clips (CC0).

Ele também tem uma seção de um blog para manter a par dos mais recentes desenvolvimentos e um fórum para resolver  dúvidas.

 

3. Dareful

 

Com esta plataforma você também pode obter vídeos em alta resolução 4K que estão registrados pelo fundador do site, Joel Holland, com o seu próprio robô e sua câmera.

Toda semana até 5 de vídeo HD estão livres para que você possa baixá-los. Neste caso, os vídeos estão sendo atribuídos à licença Creative Commonds 4.0 (você pode usar o vídeo em diferentes formatos, com ou sem fins comerciais e pode até mesmo  editar).

 

4. Pexels Videos

 

Pexels, além de ser um local bem conhecido por seu banco de imagens de graça, também tem os seus próprios vídeos  HD. Estes vídeos podem ser baixados de graça e rápido.

Uma das vantagens oferecidas pelo Pexels é que você pode fazer uso dos vídeos que você baixar  para seus projetos, sem problemas  porque eles são livres de direitos de autor com o Creative Commons Zero (CC0). Não há necessidade que você se registrar e também tem um motor de busca para filtrar a sua pesquisa com base em seus interesses.

 

5. Videvo

 

Videvo é uma ferramenta que você vai encontrar centenas de vídeos gratuitos.

Você pode baixar vídeos  e livremente usá-los para fins comerciais ou pessoais, exceto aqueles com o Creative Commons 3.0 que atribuem o autor. Ele também tem mais de 30 categorias para torná-lo uma navegação mais fácil.

 

6. Mazwai

 

Se você está à procura de situações concretas  originais ou com algum efeito como movimento ou timelapse vídeos lentos, Mazwai é a sua página.


Ele tem muitas coleções de videos royalty free direito sob licença CC 3.0 (isso significa que você tem que citar o autor) e também em alta qualidade.


Quando você baixar o vídeo dá-lhe o nome do autor e direitos de utilização.Outra característica é que você pode visualizar o vídeo em alta qualidade apenas colocando o cursor sobre ele. A desvantagem é que você não tem motor de busca, assim você tem que navegar através das categorias.

 

7. Pond5

 

Este   é um dos mais conhecidos porque tem muitos recursos multimídia: milhão de imagens, ilustrações, efeitos sonoros e vídeos gratuitos.

Para ver os vídeos, tem mais de dez mil clipes (gratuitos e pagos). Ao contrário das páginas anteriores, a exigência de download de vídeos é através do registo em seu site.

Todo o conteúdo está inscrito para uma licença de copyright livre para o uso em qualquer meio, em qualquer lugar.

 

 8. Videos livres on Vimeo

 

É certamente uma das plataformas de vídeo mais populares, esta página também tem uma opção para baixar vídeos em HD de graça.

Para baixar vídeos diretamente e de forma livre você tem duas opções, quer através deste link ou quando você entra na página inicial no seu navegador (menu superior) você filtrar uma palavra-chave e abre uma nova página na qual você tem que selecionar o tipo de licença (no menu lateral nos filtros). Recomenda-se CC0 pois é totalmente livre de direitos.

Ele também tem um resumo dos vídeos mais populares do momento e o número de downloads que eles tiveram. O melhor de tudo é que quando você vai baixar permite escolher a qualidade do vídeo e tamanho vídeo.

 

9. Coverr

 

Se todas as segundas você quiser ver vídeos novos, esta é a sua plataforma pois a cada semana adicionam cerca de sete clipes.

Os vídeos são destinados principalmente para cabeçalhos web. Nenhum registo é requerido para baixá-los e também inclui a possibilidade de HTML, CSS e Javascript para incorporá-lo diretamente e rapidamente em seu site.

Os vídeos estão em HD e subscrevem o domínio de licença público para CC0 1.0 Universal, assim você pode usá-los em ambos os projetos pessoais e comerciais.

 

10. Distill

 

Esta plataforma é semelhante ao Coverr pois também dá upload de vídeos HD a cada dez dias. Eles também estão divididos por categorias, tem um motor de pesquisa e são livres de direitos de autor.

Os clipes são organizados em oito categorias: animais, tecnologia, objetos, natureza, alimento, cidade, pessoas e arquitetura. Também oferece a oportunidade do interessado se inscrever em seu boletim de notícias para se manter a par de todos os vídeos mais recentes.

 

11. Xstock video

 

Com esta ferramenta você pode encontrar seus vídeos em alta qualidade com base no tema que melhor se adapte às suas necessidades.

As categorias mais importantes são a educação, pessoas, edifícios, paisagens, natureza, etc. Também fornece dados sobre o que os vídeos mais baixados e quantas vezes foram vistos.

 

12. Life of vids

 

Neste caso, os vídeos são hospedados no Vimeo, que você pode baixar em formato mp4 como sua conta Vimeo. Também permite que você faça o upload de seus próprios vídeos para compartilhar seu conteúdo com outros usuários.

Os conteúdos são completamente livres de direitos de autor de modo que você pode usá-los livremente.

 

13. Fancy Footage

 

Se a sua paixão é o cinema, esta plataforma é sua. Os clipes são ideais para fazer o seu próprio filme curto e o material é livre HD.

Você pode baixar vídeos sob licença CC 3.0. A única desvantagem é que há alguns anos pararam a atualização. No entanto, vale a pena dar uma olhada nos vídeos disponíveis!

 

14. Motion Elements

 

Tem uso livre e vídeos gratuitos, que você pode baixar uma vez que   se cadastrou. É uma plataforma com mais de um milhão de elementos multimídia, de vídeos, modelos After Effects, vídeos de música e 360. O único inconveniente é que, se você quer ter formato HD, tem que comprar.

Sem dúvida, este local é ideal por causa de sua grande variedade de recursos personalizáveis para qualquer projeto. Além disso, também tem tutoriais para aprender a editar um vídeo.

 

15. Vidsplay

 

Outra plataforma online para baixar vídeos em alta resolução sem registro é Vidsplay. Ele oferece uma ampla variedade de conteúdo com motor de pesquisa própria para as suas pesquisas por palavras-chave ou por meio de suas categorias de diretório.

Uma vantagem é que o vídeo que pode ser visualizado antes de baixá-lo. Os vídeos são livres de direito, você pode usar tanto pessoalmente e em negócios sem atribuir a autoria.

 

16. Clip Canvas

 

Esta plataforma é mais limitada, pois muitos dos vídeos são premium, mas também tem uma seção de clipes livres. Eles são divididos em categorias e tem mais de seis mil vídeos.

Se você está interessado em sua conta vídeos premium, tem opção com vários pacotes que variam dependendo de suas necessidades. Cada pacote inclui uma licença para que você possa usar vídeos ilimitados em qualquer meio.

 

17. VideoBlocks

 

É um banco de vídeo HD com mais de 100.000 vídeos e livre de direitos. A desvantagem é que só podemos testar a ferramenta gratuitamente durante 7 dias. Durante o período de avaliação você possa aproveitar para baixar todos os clipes que você gosta. Sua versão premium custa US $ 149 por ano com downloads ilimitados.

 

18. Ignite Motion

 

Com esta plataforma você pode baixar vídeos grátis de maneira completamente livre,  tanto para uso pessoal e comercial. Todos os vídeos estão em HD e podem serem usados para projetos de edição de vídeo. Os vídeos podem ser baixados em  QuickTime e MP4.

 

19. Movie Tools

 

Tem um estoque de totalmente gratuito que permite baixar vídeos com efeitos diferentes (2D e 3D). Além disso no  site você pode encontrar tutoriais gratuitos para Adobe Premiere e Movie Maker para que você pode aprender a editar seus próprios vídeos. 

 

20. Cute Stock Footage

 

Vídeos com efeitos especiais divididos por categorias. Como outras plataformas, ele oferece estatísticas dos vídeos com mais downloads e também o número de visitas que tiveram. Tem uma seção de recursos gratuitos que você pode baixar sem ter que se registrar na página. O conteúdo está livre de direitos autorais.

 

21. Flix Press

  

Se você estiver pesquisando tendo como objetivo  criar modelos de vídeos profissionais, Flix Press é sua plataforma, tem mais de seis milhões de assinantes. Para acessar seus recursos livres simplesmente você tem que registrar e seção "FREE" e filtrar para que você possa ver os seus modelos gratuitos. Os direitos são especificados em cada vídeo. Não hesite em usar essa ferramenta se você está procurando intros originais para seus vídeos!

 

22. Beachfront B-Roll

 

Esta plataforma pertence a Blogspot e oferece uma variedade de vídeos em HD gratuitos e animações. Eles são livres de direito e categorizados. Para baixá-los é muito simples, não requer inscrição!

 

23. Splasheo

 

Nesta plataforma  você encontrará uma grande variedade de vídeos gratuitos e ela também permite que você personalize suas próprias animações. Com estes efeitos você pode complementar seus vídeos para torná-los ainda mais atraentes. O melhor de tudo, você pode ver todos os vídeos antes de baixar.

 

 24. Free HD Footage

 

Aqui você não vai somente encontrar apenas vídeos em HD e 4K, mas   também pode fazer download de vários efeitos. Eles são classificados por categorias e não precisa se registrar para baixar. Também oferecem estatísticas mostrando quais são os vídeos mais populares. Você pode usar vídeos para qualquer tipo de produção.

 

25. OpenFootage

 

Vídeos de qualidade e vários efeitos, tais como: efeito timelapse, câmera lenta, pan, etc. Eles são organizados por categoria e são completamente livres. Vídeos subscritos sob licença Commonds Attribution  criativa 4.0.

 

Espero que tenham sido úteis estes 25 sites de vídeos gratuitos em HD e 4K para que possam aplicar em projetos. Podes recomendar um banco ou site que contenha mais vídeos?

Fonte:http://aulacm.com/descargar-videos-gratis-hd-4k/

 

FUTURISMO - ELON MUSK RESOLVE CONSTRUIR SEU PRÓPRIO HYPERLOOP

The Boring Company

Em 2013, Elon Musk lançou em um livro a ideia inicial de construção de um sistema de transporte ultra-rápido com trens subterrâneos em túneis com ambiente quase-vácuo. Vagões de passageiros hermeticamente fechados levariam os passageiros até a velocidades próximas de 1.400 km/hora. Uma espécie de "trem-bala" americano.

Diversas empresas se interessaram pela ideia e anunciaram projetos de construção de hyperloops, entre São Francisco e Los Angeles - distantes 615 km - que serão cobertas em menos de 47 minutos. Outras escolheram Dubai, Holanda e Austrália para futuros projetos de hyperloops.

Elon Musk, entretanto, não se entusiasmou pela ideia de, ele mesmo, construir o sistema. Agora, o famoso empreendedor criador da Tesla Motors, da SpaceX - e presidente executivo da Boring Company, empresa construtora de túneis hi-tecs, mudou de ideia e planeja construir seu próprio sistema Hyperloop. A notícia chega quatro anos depois que um livro branco de Musk inspirou várias outras organizações a prosseguir a criação desse sistema.

A novidade revelada por fontes próximas a Musk, CEO da Boring Company, diz que também construirá sistemas hyperloops, o primeiro deles entre Nova York e Washington.

 

A COQUELUCHE É REAL

A história do Hyperloop está em um círculo completo, retornando ao homem que primeiro encorajou a idéia: Elon Musk. Quatro anos depois de lançar o livro branco que iniciou o frenesi Hyperloop moderno, o empreendedor e o inovador confirmaram que a empresa Boring está trabalhando em sua própria versão do sistema de transporte de alta velocidade.

A notícia não é inteiramente inesperada, no entanto, como pistas que Musk estava trabalhando em um Hyperloop tem aparecido recentemente. O primeiro foi o site da empresa Boring, que afirmou que os skates elétricos que atravessariam seus túneis podiam ser facilmente transformados para suportar um Hyperloop, adicionando um invólucro de vácuo.

Então, Musk anunciou via Twitter em julho que recebeu "permissão verbal" para um Hyperloop Washingtorn-DC New York. Agora, tanto a Bloomberg quanto a WIRED dizem que receberam confirmação de fontes próximas a Musk, que planeja prosseguir com um Hyperloop da empresa.

"Na Boring Company, planejamos construir túneis de baixo custo, rápidos para cavar, que abrirem novos sistemas de transporte de alta velocidade", disse um porta-voz da Companhia Aberta à revista WIRED.

"A maioria será túneis pressurizados padrão com patins eléctricos indo mais de 125 km/h. Para rotas de longa distância em linhas retas, como NYC-Washington-DC, será sensato usar vagões pressurizadas em um túnel despressurizado para permitir velocidades de até aproximadamente 600 km/h (também conhecido como Hyperloop)".

CONCORRÊNCIA DE CONCORRÊNCIA?

Graças a Musk, que falou pela primeira vez sobre o Hyperloop em 2012, uma série de empresas nos EUA e no exterior passaram os últimos anos trabalhando para criar sistemas Hyperloop. Entre estes, destaca-se o Hyperloop One, que já está testando seu sistema em Nevada e planeja construir toda uma rede Hyperloop em Dubai. Outros estão planejando trazer essas passas de transporte futuristas para a Europa e Ásia.

Todos esses esforços receberam uma atenção considerável e um apoio financeiro, em parte graças ao incentivo de Musk. Agora, alguns estão ansiosos para que o CEO da Boring Company possa eliminar a concorrência.

Veja também:

A Sustentabilidade como um grande benefício na adoção do Hyperloop->http://bit.ly/1qkYLfK

O Futuro é Hyperloop->http://bit.ly/21W4Z3m

Hyperloop One prova com sucesso o seu Pod pela primeira vez -veja video e texto completos>http://bit.ly/2un8HYz

O Hyperloop está prestes a ter seu primeiro teste público, e as apostas não poderiam ser maiores->http://bit.ly/1VSW2YO

 

Autor: Ethevaldo Siqueira

Fontes: https://www.facebook.com/ethevaldo.siqueira/posts/10210044501849634

https://futurism.com/the-boring-company-isnt-just-digging-…/

 

 

 

 

Como obter a certificação dCAP e dCAA para desenvolvimento em Asterisk

Asterisk

A seguir um possível cenário sobre o que pode acontecer para aqueles desejarem prosseguir após as aulas de capacitação: o processo de certificação como desenvolvedor do Asterisk. Há dois exames que os alunos podem fazer após o treinamento: O Digium Certified Asterisk Administrator (dCAA) e o Digium Certified Asterisk Professional (dCAP). A seguir estão algumas informações gerais sobre os dois exames, incluindo pré-requisitos, formatos dos testes e como começar a se tornar um guru Asterisk certificado.

Tudo sobre o dCAA

Aqueles que estão apenas começando com o Asterisk -   nível de administrador júnior - podem fazer o exame de dCAA. Muitos administradores o tomam como um auto-teste antes de tentar o exame dCAP. Alguns tendem a usá-lo como um guia de estudo, e outros endendem que é um meio simples de obter a iniciação no Asterisk. A certificação dCAA é concedida depois de passar no exame, que se destina a validar a competência básica com o Asterisk. Requer conhecimentos gerais de telefonia e VoIP, bem como conhecimentos específicos da Asterisk relacionados com a instalação, configuração e administração de um sistema Asterisk. O exame é "on-line" e completamente gratuito e é composto de 60 perguntas de múltipla escolha.

Para passar no exame dCAA, recomenda-se que o interessado tenha experiência na administração de um sistema Asterisk, e esteja apto para  instalar, configurar e manter um servidor Asterisk usando comandos CLI do Linux*1 e do Asterisk. o treinamento em Asterisk deve prepará-lo totalmente para o exame dCAA, embora não seja necessário como um pré-requisito para fazer o exame.

Ao escolher o seu treinamento tenha em conta que o mesmo deve capacitá-lo para:

  • Identificar o propósito e a funcionalidade principal do Asterisk como um PABX e como uma plataforma de desenvolvimento de aplicativos;
  • Listar todas as funcionalidades associadas a um PABX tradicional;
  • Compreender a história do Asterisk e sua poderosa comunidade de código aberto;
  • Definir os ambientes de sistema operacional em que o Asterisk é desenvolvido e suportado;
  • Descrever as conexões de telefonia que o Asterisk suporta e identificar o hardware necessário para habilitar essa conectividade;
  • Identificar as características básicas das conexões analógicas e digitais PSTN e como VoIP interage com elas;
  • Instalar e executar o Asterisk a partir dos pacotes disponíveis para download no www.asterisk.org;
  • Configurar o Asterisk para fornecer as funcionalidades básicas do PABX, incluindo roteamento básico de chamadas, correio de voz e serviços de diretório;
  • Aprender os conceitos básicos do Linux para ser um administrador efetivo do Asterisk.
Neste sentido veja os seguintes conteúdos:

 

Curso Introdução ao Linux e Telefonia  IP->http://bit.ly/29E43ku

Curso VoIP Profissional com Asterisk em São Paulo->http://bit.ly/1Mrw86d

 

Tudo sobre o dCAP

A certificação dCAP abrange uma versão específica e estável do Asterisk e é uma verificação de conhecimento bastante aprofundado sobre o software. Como ele é baseado em versões do Asterisk, a certificação nunca expira. O exame dCAP é oferecido por Parceiros de Treinamento Asterisk (ATPs) em todo o mundo. O preço varia de acordo com a localização, por isso deve-se verificar em detalhes a programação para a localização completa e opções de preços. Ao contrário do dCAA, que é oferecido on-line, os usuários devem fazer o exame dCAP pessoalmente, na AstriCon; Na sede da Digium em Huntsville, AL; Ou em um dos ATPs em seu local de teste, se houver. A parte escrita do exame dCAP consiste em 200 perguntas relacionadas à Asterisk e à tecnologia relacionada ao Asterisk, seguida de um exame prático em que é solicitado ao interessado a configurar um PABX de acordo com uma determinada especificação, sendo que esta especificação é escolhida aleatoriamente. Os interessados tem 90 minutos para completar tanto a seção escrita quanto o laboratório prático. Para passar o dCAP, recomenda-se que o interessado tenha lido o Asterisk: The Definitive Guide, 4th Edition by O'Reilly, tenha conhecimentos práticos de configuração e manutenção de um servidor Asterisk, ter familiaridade com os arquivos de configuração de amostra do Asterisk.

Ao escolher o seu treinamento avançado tenha em conta que o mesmo deve capacitá-lo para:

  • Conhecer a sintaxe e construções do dialplan*2 do Asterisk;
  • Usar efetivamente os recursos do Asterisk, como "call parking", conferência de áudio e códigos de recurso DTMF;
  • Saber como criar o monitoramento e gravação de chamadas;
  • Conhecer a Teoria da Telefonia Analógica e como conectar o Asterisk à PSTN;
  • Saber como funciona a telefonia digital usando T1s e E1s;
  • Conhecer os Protocolos SIP e IAX;
  • Saber conectar o Asterisk a um provedor VoIP;
  • Configurandor e manipular CDR ("Call Detail Records"), bem como CEL ("Channel Event Logging");
  • Configurar filas de chamadas e "ACD"(DAC) com Asterisk;
  • Utilizar AMI ("Asterisk Manager Interface") para controlar o Asterisk de um programa externo;
  • Configura e habilitar o   AGI ("Asterisk Gateway Interface") para executar scripts externos e conectar o Asterisk a APIs externas;
  • Conectar o Asterisk a um banco de dados relacional como o MySQL
  • Solucionar os problemas do sistema Asterisk;
  • Configurar o Asterisk e Linux Security para manter um sistema seguro.

Neste sentido veja os seguintes conteúdos:

Curso Montando um DAC(ACD)  com Asterisk->http://bit.ly/1NYQGZG

Curso SIP - Session Initiation Protocol & Telefonia IP->http://bit.ly/2arPqAx

 

Caso você tenha mais dúvidas ou desejar maiores esclarecimentos, por favor entre em contato conosco através do atendimento@grupotreinar.com.br  que iremos procurar te ajudar a esclarecê-las.

 

*1 -> http://www.ibm.com/support/knowledgecenter/pt-br/SSYJJF_1.0.0/ApplicationSecurityonCloud/src_cli_linux.html

*2 -> http://www.asteriskdocs.org/en/3rd_Edition/asterisk-book-html-chunk/asterisk-DP-Basics-SECT-1.html

Fonte:www.digium.com.br

 

 

 

Alexa o Sistema Operacional da Amazon

Sistema Operacional da Amazon

Se você imaginar que o Windows (Sistema  Operacional  para negócios,  teclado e mouse) foi a primeira revolução, o Android / iPhone (celulares,  mobile, localização e direção) foi  a segunda revolução, então o Alexa da Amazon tem grande chance de ser a terceira pois faz a automação de tudo em sua casa com um simples e eficiente comando de voz, além de, evidentemente, permitir a Amazon te entregar de forma rápida praticamente qualquer coisa que podemos conceber.

Mas como podemos ter certeza disso?

A explicação é simples. Em 2016, a empresa conquistou as casas americanas com o Echo. Ele é um produto conectado ao ecosistema Amazon, dotado de inteligência artificial tendo como base o Alexa que é capaz de dar respostas, executar tarefas e, claro, fazer compras a partir de comandos de voz- observe que ele usa  apenas microfones e alto-falantes e não tem uma tela como os outros meios de mobile.  O produto foi o mais vendido na Amazon durante o Natal de 2016.

Após o sucesso inicial, a Amazon trabalha para expandir a presença da  assistente virtual baseada no Alexa, para produtos de outras marcas. O modelo de parcerias e distribuição poderia ser comparado com o que a Microsoft fez para distribuir o Windows.

Como já citamos, a chave de tudo isso foi o Echo, uma espécie de Google Now ou Cortana materializados na forma de um pequeno totem ou de um player de música superinteligente. O aparelho tem alto-falantes poderosos e, por isso, é uma ótima solução para escutar música em casa. Além do mais, ele tem vários microfones para ouvir comandos de voz do usuário e pode ser acordado sem nenhum toque, assim como os smartphones top de linha da Motorola. Você personaliza uma frase de inicialização e pode fazer perguntas ou dar ordens.

O dispositivo físico (o Echo) era simplesmente um canal para a Alexa, a nova assistente pessoal da Amazon.  E criticamente, Alexa era um serviço em nuvem, o ambiente no qual a Amazon é particularmente adequada em termos de cultura, estrutura organizacional e experiência.

O Echo criou seu próprio mercado: um assistente pessoal baseado em voz em casa. Crucialmente, a casa era o único lugar em todo o mundo onde smartphones não eram necessariamente o dispositivo mais conveniente, ou o método de entrada mais fácil para se conectar com os aparelhos. 

Havia um ecosistema a ser montado: cada vez mais produtos "inteligentes", de lâmpadas a interruptores, estavam chegando ao mercado, mas quase todas as empresas tentando ser a peça central da casa conectada dependiam do smartphone.

A Amazon foi quem primeiro aproveitou a oportunidade: O Alexa foi notavelmente proficiente desde o primeiro dia, particularmente em termos de velocidade e precisão (dois fatores que são muito mais importantes para encorajar o uso regular do que a capacidade de responder perguntas triviais). Em seguida, a empresa moveu-se rapidamente para construir seu ecosistema em duas direções.

Em primeiro lugar, a empresa criou um quadro de "Competências" simples que permitia que dispositivos inteligentes se conectassem ao Alexa e fossem controlados por meio de uma estrutura verbal relativamente rígida; no vácuo, era menos elegante do que, digamos, a tentativa de Siri de interpretar a linguagem natural, mas era muito mais simples de implementar. A recompensa já era óbvia no CES do ano passado: o apoio do Alexa estava em toda parte.

Em segundo lugar, "Alexa" e "Echo" são nomes diferentes, porque eles são produtos diferentes: Alexa é o assistente de voz, e muito parecido com AWS e Amazon.com.

Echo é o primeiro cliente de Alexa, mas dificilmente é o único. Este ano, os anúncios da CES são dominados por produtos que executam o Alexa, incluindo concorrentes diretos do Echo, lâmpadas, set-top boxes, TVs e muito mais. "Existem cerca de 1.500 aplicações que você pode fazer com a Amazon Alexa. Eu não me surpreenderia se visse 700 lançamentos relacionados a isso nos próximos quatro dias", disse Shawn DuBravac, economista chefe da Consumer Technology Association, associação responsável pela CES.

Em suma, a Amazon está construindo o sistema operacional da casa - seu nome é Alexa - e tem todas as qualidades de um sistema operacional que você poderia esperar.

Todos os tipos de fabricantes de hardware estão se alinhando para construir dispositivos habilitados para Alexa e competirão inevitavelmente uns com os outros para melhorar a qualidade e baixar os preços.

Ainda mais dispositivos e aparelhos estão se conectando à estrutura flexível  do Alexa, criando as condições para um fosso: os aparelhos são muito mais caros do que os softwares e muito mais duradouros, o que significa que todos os que compram algo que funciona com o Alexa são muito menos propensos a deixar de usá-lo.

Isso viabiliza o modelo de negócios, e esta é talvez a maior vantagem da Amazon de tudo: o Google não tem realmente uma para o reconhecimento de voz e a Apple   agora tem uma margem pequena de lucro no  iPhone por conta dos impostos.

O Laboratório de Informática do Met Office ( serviço de previsão do tempo  do Reino Unido) criou recentemente um Amazon Alexa Skill, que ajuda os usuários a tomar decisões conversando com o dispositivo. Em vez de apenas responder a um pedido de clima, a tecnologia também recomenda atividades recreativas com base na previsão, incluindo detalhes contextuais, como local e tempo. Veja  demonstração no  link a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=308QtXhRhAg&feature=youtu.be

A Amazon, por sua vez, não precisa investir um centavo no Alexa, pelo menos não diretamente pois a grande maioria das compras é iniciada em casa. Hoje, isso pode significar a criação de uma lista de compras, mas no futuro significará encomendar coisas para entrega, e para os clientes Prime o futuro já está aqui. Alexa só torna isso muito mais fácil, promovendo o objetivo da Amazon de ser o provedor de logística - e coletor de impostos - para basicamente todos e tudo.

Para ler o artigo completo (Alexa: Amazon's Operating System - Stratechery by Ben Thompson) acesse o link a seguir: ->http://bit.ly/2iFDyLB

 

 

As previsões incríveis de Nikola Tesla para o século 21

Nikola Tesla XXI

 

Na década de 1930, jornalistas de publicações como o New York Times e a revista Time visitavam Nikola Tesla regularmente em sua casa no vigésimo andar do Hotel Governor Clinton em Manhattan. Lá, o já idoso Tesla os entretia com histórias dos seus tempos de inventor e muitas vezes opinava sobre as inovações que estavam por vir.

• Em 1898, Nikola Tesla previa guerras com drones
• As novidades sobre o computador mais antigo do mundo

Há alguns anos demos uma olhada nas previsões de Tesla sobre como a eugenia e a esterilização forçada de criminosos e outras "pessoas indesejadas". Ele acredita que isso de alguma forma purificaria a raça humana até o ano 2100. Hoje, temos mais informação sobre essa matéria que foi publicada na edição do dia 9 de fevereiro de 1935 da revista Liberty. A matéria é única porque não foi uma simples entrevista como muitas das publicadas na época sobre o Tesla, na verdade é descrita como "escrita por Nikolas Tesla, como foi dito para George Sylvester Viereck."

Não é claro aonde essa matéria específica foi escrita, mas a relação amigável de Tesla com Viereck me leva a achar que pode não ter sido em sua casa no hotel de Manhattan. Entrevistas com Tesla da época normalmente aconteciam no hotel, mas às vezes Tesla jantava com Viereck e sua família em sua casa em Riverside Drive, o que significa que pode ter sido escrita lá.

Viereck se associava com muitas pessoas importantes da época, realizando entrevistas com figuras notáveis como Albert Einsten, Teddy Roosevelt e até Adolf Hitler. Como um alemão-americano morando em Nova York, Viereck era um divulgador notório do regime nazista e foi julgado e preso em 1942 por não se registrar como tal no governo americano. Ele foi solto em 1947, alguns anos depois da morte de Tesla em 1943. Não é claro se eles continuaram sendo amigos depois do governo demonstrar preocupação sobre as atividades de Viereck no final dos anos 30 e início da década de 1940.

Tesla tinha teorias interessantes sobre religião, ciência e a natureza da humanidade que vamos explorar em alguma matéria futura, mas por enquanto eu reuni algumas das previsões mais interessantes (e muitas vezes corretas) que Tesla tinha para o futuro.

Criação do EPA

 

A criação do Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection Agency, EPA) não aconteceria por mais 35 anos, mas o Tesla previu a criação de uma agência parecida no próximo século.

Higiene e cultura física serão ramos reconhecidos da educação e governo. A Secretaria da Higiene ou Cultura Física será muito mais importante no gabinete do presidente dos Estados Unidos em exercício em 2035 do que o secretário da guerra. A poluição das nossas praias que temos hoje nos arredores de Nova York será tão impensável para os nossos filhos e netos quanto viver sem encanamento. O nosso abastecimento de água será supervisionado muito mais cuidadosamente e só um louco vai tomar água que não seja esterilizada.

Educação, guerra e os jornais do amanhã

 

Tesla imaginou um mundo em que descobertas científicas, e não a guerra, seriam a prioridade para a humanidade.

Hoje os países mais civilizados do mundo gastam o máximo de sua renda na guerra e um mínimo em educação. O século 21 vai reverter essa ordem. Será mais glorioso lutar contra a ignorância do que morrer no campo de batalha. A descoberta de uma nova verdade científica vai ser mais importante do que as querelas de diplomatas. Até os nossos jornais estão começando a retratar descobertas científicas e a criação de conceitos filosóficos novos como notícia. Os jornais do século 21 só vão publicar uma "nota" nas últimas páginas sobre crimes ou polêmicas políticas. As manchetes nas capas serão de proclamações de novas hipóteses científicas.

Saúde e dieta

 

Ao se aproximar do fim de sua vida, Tesla desenvolveu teorias estranhas sobre a dieta humana ideal. Ele não jantava mais do que leite e mel nos seus últimos dias, acreditando que essa era a forma mais pura de comida. Tesla perdeu muito peso e tinha uma aparência sinistra no início da década de 1940. Essa dieta escassa e seu físico esquelético levaram ao equívoco comum de que Tesla estaria falido no fim de sua vida.

Mais pessoas morrem ou ficam doentes de água poluída do que de café, chá, tabaco ou outros estimulantes. Eu mesmo evito todos estimulantes. Eu também praticamente me abstenho de comer carne. Estou convencido de que dentro de um século café, chá e tabaco não estarão mais em voga. Porém o álcool ainda será usado. Este não é um estimulante, mas um verdadeiro elixir da vida. A abolição de estimulantes não acontecerá de uma maneira forçada. Simplesmente não estará mais na moda envenenar o seu corpo com ingredientes nocivos. Bernarr Macfadden já mostrou como é possível providenciar comidas saborosas com base em produtos naturais como leite, mel e trigo. Acredito que a comida que é servida hoje em seus restaurantes será a base das refeições epicuristas nos mais elegantes salões de banquetes do século 21.

Existirão produtos de trigo o suficiente para alimentar o mundo todo, incluindo os milhões de pessoas da China e Índia, hoje cronicamente à beira da fome. A terra é tão abundante e quando sua abundância falta, nitrogênio vindo do ar refertilizará seu ventre. Eu desenvolvi um processo para esse fim em 1900. Foi aperfeiçoado 14 anos depois sob a pressão da guerra por químicos alemães.

Robôs

 

O trabalho de Tesla com robótica começou no final da década de 1890 quanto ele patenteou o seu barco de controle remoto, uma invenção que absolutamente chocou observadores na Exibição Eletrônica de 1898 em Madison Square Garden.

Hoje sofremos a disfunção da nossa civilização, porque ainda não nos ajustamos completamente à era das máquinas. A solução dos nossos problemas não está em destruir maquinas, mas em dominá-las.

Inúmeras atividades ainda executadas hoje por mãos humanas serão realizadas por autômatos. Neste momento, cientistas trabalhando nos laboratórios de universidades americanas estão tentando desenvolver o que tem sido descrito como "máquinas de pensar". Eu antecipei esse desenvolvimento.

Na verdade, eu construí "robôs". Hoje o robô é um fato aceitado, mas o princípio ainda não foi desenvolvido o suficiente. No século 21, o robô vai tomar o lugar que o trabalho escravo ocupou na antiga civilização. Não existe motivo nenhum pelo o qual grande parte disso não se concretize em menos de um século, liberando a humanidade para exercer suas aspirações maiores.

Energia barata e gerenciamento de recursos naturais

 

Muito antes do início do próximo século, o reflorestamento sistemático e o gerenciamento científico de recursos naturais terão trazido um fim para todas as secas, incêndios florestais e inundações devastadoras. A utilização universal da energia hidroelétrica e sua transmissão à longa distância vai abastecer todas residências com energia barata e dispensará a necessidade de queimar combustíveis. Sendo que a luta existencial será diminuída, deve haver desenvolvimento motivado por ideais e não questões materiais.

Tesla foi um visionário cujas contribuições para o mundo estão sendo comemoradas hoje mais do que nunca. Enquanto sua ideia de uma dieta ideal pode ter sido meio estranha, ele claramente entendia muito sobre coisas que hoje valorizamos (como ar limpo, comida limpa e nossas "máquinas de pensar") enquanto tropeçamos rumo ao futuro.

Autor: Matt Novak

Este post apareceu originalmente no Smithsonian.com.

Tradução por Mariana Siqueira para Gizmodo Brasil

 

Veja também:

Nikola Tesla, um dos gênios mais injustiçados da história->http://bit.ly/1M937kI

 

 

10 razões para fazer o upgrade gratuito para o Windows 10

Win10

 

É claro que também que pode haver boas razões para não fazer o upgrade. Mas veja, o Windows 10 é o melhor Windows lançado até agora e a maioria das pessoas deve aproveitar o upgrade gratuito enquanto ele ainda está disponível.

Veja a seguir mais detalhes:

1.          Experiência de desktop melhorada

Vamos ser honestos: a tela Iniciar pouco funcional e complicada do Windows 8 não era nada boa. Assim como a maneira como o Windows 8 escondia informações cruciais por trás de "charms" escondidos, que não tinham pistas na tela sobre como acessá-los. Mas você não precisa se preocupar com isso no Windows 10. O novo sistema pega as mesmas ideias principais do Windows 8, mas as torna palatáveis para o público desktop. Os apps da Windows Store ainda estão presentes, mas ficam janelas de desktop que podem ser redimensionadas e usadas como qualquer outra. O menu Iniciar está de volta, com uma seção pop-out que coloca Live Tiles com informações para um melhor uso - e sim, eles podem ser apagados caso você queira.

2.          Adições amigáveis aos entusiastas

Mais do que simplesmente ser familiar, o Windows 10 é melhor do que o Windows 7 para os entusiastas de PC. Isso porque a Microsoft fez um esforço para agradar aos aficionados por desktop. As ferramentas do Windows 10 variam de desktops virtuais a suporte melhorado para monitores de DPI alto e colar texto dentro do prompt de comandos. Recuperação fácil de versões de arquivos? Ferramentas melhores para gerenciamento de armazenamento? O Windows 10 tem tudo isso.

O sistema até fornece ferramentas para usuários mais experientes para as Windows Updates, te permitindo agendar que as atualizações sejam rodadas em um determinado horário ou distribuir patches na sua rede local usando tecnologia peer-to-peer. 

3.          Melhorias por baixo "da lataria"

Se você fizer a atualização do Windows 7 para o 10, ficará impressionado com como o novo sistema é rápido e moderno. O código do Windows 8 otimizado pela Microsoft resultou em um sistema que inicializa de forma muito rápida - especialmente se você tiver um SSD - e apenas é muito mais ágil. Essa é uma das muitas melhorias do Windows 8 que os usuários do Windows 7 poderão aproveitar no Windows 10.

4.          Proteção de segurança nativa

Isso é algo mais interessante para o usuário comum, do dia-a-dia do que os entusiastas mais aficionados por PCs. Mas o Windows 10 é inerentemente muito mais seguro do que o Windows 7. O mais recente sistema já vem com o programa de antivírus Windows Defender, da Microsoft, e com o Windows Firewall instalado e habilitado por padrão, o que dá um ganho de segurança para os computadores.

5.          Filtro SmartScreen

Mas a Microsoft não parou por aí. A exigência de UEFI Secure Boot do Windows 10 te protege contra rootkits de nível mais baixo que poderiam infectar o seu PC. O filtro SmartScreen faz a proteção contra sites maliciosos. E o Windows Hello torna a autenticação via biometria muito mais simples e fácil.

6.          Cortana

A resposta da Microsoft ao Siri, da Apple, e ao Google Now, substitui a funcionalidade básica de buscas no Windows 10, o que é ótimo. A assistente Cortana mistura bom humor com inteligência baseada na web que pode te ajudar a configurar lembretes e despertadores, ficar sabendo tudo sobre as notícias, navegar e operar seu sistema, rastrear pacotes, planejar viagens, e muito mais. Boa notícia: a Cortana vai ficar mais proativa e útil com a chegada do Update de Aniversário do Windows 10 em 2 de agosto.

7.          DirectX 12

A tecnologia poderosa de gráficos DirectX 12, da Microsoft, é exclusiva para aparelhos Windows 10. Os gamers de PCs devem achar que esse único recurso já vale o upgrade.

Ainda estamos nos dias iniciais da adoção do DirectX 12. A maioria dos jogos para PCs ainda são lançados em DirectX 11. Ainda não temos certeza do potencial total da API gráfica, mas implementações iniciais do DX12 em games tendem a resultar em experiências mais suaves e taxas de frames mais altas no geral.

8.          Apps Windows universais

Mas o DirectX 12 chegou ao Xbox One. Isso porque o console da Microsoft roda o Windows 10 por baixo "da lataria", e todos os aparelhos Windows 10 podem rodar apps Windows universais. Um recurso muito legal é a compatibilidade entre aparelhos do novo recurso Xbox Play Anywhere, que te permite comprar um game uma vez e jogá-lo tanto no Windows 10 e no Xbox One, assim como transferir saves e jogar games multijogos em duas plataformas.

9.          É gratuito!

O upgrade é gratuito até 29 de julho de 2016. Se você está considerando atualizar para o Windows 10 em algum ponto do futuro, agora é a hora de fazer isso. Apenas certifique-se do que estará dando em troca.

10.       Só vai melhorar

A Microsoft não está descansando nos louros agora que o Windows 10 está no mercado há quase um ano. Uma grande Atualização de Aniversário do Windows 10 tem lançamento marcado para 2 de agosto, quando vai trazer diversos novos recursos e soluções para bugs.

Fonte: PC World / EUA / idgnow.com.br

 

15 tendências que influenciarão a Internet até 2020

15Tendencias

Segundo o Visual Networking Index (VNI), quantidade de internautas no Brasil passará de 97 milhões para 141 milhões em 2020. Esse total projetado representará 65% da população brasileira conectada.

 

A Internet já se tornou um item básico para a maioria dos seres humanos. Para compreender a evolução dessa rede, a Cisco libera um estudo anual, que ajuda a traçar um panorama com relação ao futuro da web.

A edição mais recente do Visual Networking Index (VNI) aponta quatro forças propulsores do que está por vir: aumento da quantidade de usuários, mais dispositivos conectados, expansão da velocidade de conexão e explosão do vídeo.

De acordo com a fabricante, atualmente, existem cerca de 3 bilhões de usuários de internet. Esse número será de aproximadamente 4,1 bilhões em 2020. Dessa forma, os recursos de conectividade chegarão a 52% da população mundial.

O número de dispositivos conectados saltará de 16,3 bilhões para 26,3 bilhões. Segundo Hugo Baeta, diretor da Cisco, aproximadamente 12 bilhões desse total virão de comunicação entre máquinas (M2M).

As projeções do VNI sinalizam, também, que a média da velocidade de banda larga passará de 24,7 Mbps para 47,7 Mbps. O cenário para 2020, ainda, aponta que 82% de todo o tráfego nas redes de internet será vídeo.

Cenário brasileiro
No Brasil, o número de usuários passará de 97 milhões para 141 milhões em 2020. Esse total projetado representará 65% da população brasileira conectada. O número de dispositivos passará de 519 para 766 milhões (uma proporção de 3,6 dispositivos por pessoa). A Cisco aponta que a velocidade média de conexão passará d de 8,5 Mpbs para 19,5 Mbps e o vídeo representará 85% do tráfego total.

Olhando para o contexto regional, ao final da década, a América Latina terá 394 milhões de pessoas na Internet. Em termos de dispositivo, serão 2 bilhões de aparelhos conectados em território latino americano. "O crescimento não é mais impulsionado por usuários, mas por conexão máquina a máquina", afirma o executivo.

O estudo da Cisco projeta 15 tendências que moldarão o futuro da internet.

1. Crescimento das conexões M2M
Cada vez mais, o futuro da internet será recheado por máquinas. Segundo De acordo Baeta, as conexões M2M representarão 46% do total, seguido por telefones móveis (21%).

2. Mais aparelhos capazes de rodar vídeos
"Vemos que os smartphones terão uma predominância nesse contexto", projeta o diretor, sinalizando esses dispositivos como predominantes no consumo de recursos em vídeo em 2020.

3. Média de tráfego por dispositivo crescerá exponencialmente
O volume de tráfego nos aparelhos passará por uma expansão acentuada. Atualmente, a média de consumo mensal de um módulo M2M gira na casa dos 139 Mbps. Até o final da década, esse número saltará para 458 Mbps. A mesma evolução pode ser vista nos smartphones, saindo 1,389 para 7,872 Mpbs por mês.

4. Queda nas conexões via PC
O estudo da Cisco indica que os PCs vão perder força no tráfego total. Os smartphones tomarão o lugar dos computadores, saindo de 8% para 30% do tráfego em 2020.

5. O advento da IoT
As conexões M2M impulsionarão a quantidade de conexões. "Os tipos de conexão mais comuns hoje são de casas, ambientes empresariais e carros conectados", lista o diretor, afirmando que essas três frentes continuam sendo dominantes em quantidade de conexões, além de terem crescimento significativo nos próximos anos.

6. IPv6 avança
O IPv6 passará por uma evolução exponencial do que o tráfego geral da internet, com 74% de crescimento médio global até 2020.

7. Conteúdo em alta
O HD impactará o mundo IP. Em 2020, o Brasil terá 56% de conteúdo em alta definição trafegando em internet, contra 63% no mundo.

8. Novas fontes de entretenimento
Muitos usuários migrarão de serviços de TV por assinatura tradicionais para o streaming. "Isso é uma tendência em mercados mais desenvolvidos, mas não é algo observado no Brasil. Mas, à medida que o mercado amadurece, passa a valer em solo nacional", pondera.

9. Acesso público
De acordo com a Cisco, o número de hotspot públicos vai crescer consideravelmente nos próximos anos. Até o final da década, o mundo terá um total de 433 milhões de hotspots, dos quais 9% serão na América Latina.

10. Cada vez mais sem fio
Em 2018, o número de acessos móveis e Wi-Fi supera os acessos de fixos.

11. Consumo intenso
O uso de banda por usuário passará de uma média atual de 19 Gb para 44 Gb por mês. O tráfego médio em uma residência sairá de 49 Gb par 118 Gb por mês. No Brasil o consumo em média por usuário passará de 16 Gb para 32 Gb e de uma casa sairá de 42 Gb para 90 Gb por mês.

12. O mundo ajusta os planos
De acordo com a Cisco, há um aumento dos limites nos serviços de dados pelos provedores ao redor do mundo, isso se alinha com o cenário de aumento de tráfego. Na mesma medida, as operadoras enfrentam o desafio de atender o tráfego de momentos de pico.

13. Mais velocidade
A velocidade média global das conexões será de 47,7 Mbps em 2020. No Brasil, a média deve chegar a 19,5 Mbps.

14. Serviços diversos
De acordo com a pesquisa, o mundo verá um aumento na utilização de serviços de vídeo sob demanda e transmissão ao vivo usando redes IP. No mundo doméstico, espera-se avanço na adoção de redes sociais, mobile banking e commerce. No ambiente empresarial, há uma tendência de adoção de comunicação unificada e serviços com recursos baseados em contexto de localização.

15. Mais inseguro
O número de ataques DDoS chegará a 17 milhões em 2020 (contra 2.6 milhões registrados em 2015.

 

Veja também:

Como estamos hoje e para onde vamos com tanta informação?->

http://bit.ly/1TdnPh1

 

Cinco passos para garantir a proteção dos dados de negócios->

http://bit.ly/1ZQVBMT

 

Entrega de excesso de conteúdo = Aprendizado?->

http://bit.ly/1TpkT4L

 

 

 Fonte:cio.com.br

Google RankBrain

GoogleRankBrain

 

Uma parte relevante das buscas realizadas diariamente no Google são novas e para poder tratá-las é preciso que o Google entenda exatamente o que está sendo perguntado e isso nem sempre é tão simples já que há palavras e frases que podem ser entendidas de muitas formas diferentes, daí a importância da pesquisa e desenvolvimento de algoritmos de aprendizagem de maquina  ("machine learning")  como o RankBrain.  

A aprendizagem de maquina é identificada quando o computador ensina a si mesmo como fazer alguma coisa, em vez de ser instruído por humanos ou por programação detalhada. No Google, os primeiros passos com aprendizado de máquina começaram pelo menos quando o Google iniciou o combate ao SPAM em 2002 e observamos os primeiros sinais de que algo mais evoluído estava surgindo quando o Google divulgou o seu algoritmo de análise comportamental e de qualidade, Panda. Sempre foi uma ambição de todos os motores de busca a criação de tecnologias que contribuam para uma menor dependência de fatores que sejam fáceis de manipular para colocar os sites nos primeiros lugares das pesquisas.

O RankBrain é uma máquina de aprendizagem cuja existência foi  confirmada em 26 de outubro de 2015, sendo que podemos encontrar informações adicionais que o Google disponibilizou no Search Engine Land. O RankBrain ajuda o Google processar os resultados de pesquisa e fornecer resultados  mais relevantes para os usuários. Em uma entrevista recente, o Google comentou que RankBrain é o terceiro fator mais importante no algoritmo de classificação, juntamente com links e conteúdo e é parte do principal algoritmo de pesquisa do Google, que é chamado de Hummingbird, um programa de computador que é usado para classificar as bilhões de páginas da Web  e de encontrar aquelas consideradas mais relevantes para as pesquisas específicas.

O RankBrain utiliza inteligência artificial para transformar uma grande quantidade de linguagem escrita em entidades matemáticas ( vetores de palavras) se encontrar uma palavra ou frase desconhecida. Se o RankBrain localiza uma palavra ou frase que não ainda não esteja familiarizado, a máquina tenta interpretar com palavras ou frases que possam ter um significado similar e assim filtra o resultado em conformidade, tornando-o mais eficaz na manipulação de consultas de pesquisa nunca antes vistos.

Existe mais de 200 fatores de classificação diferentes que compõem o algoritmo de ordenação, dos quais as suas funções exatas do algoritmo do Google não foram totalmente revelados, por isso é impossível saber com 100% de certeza. O consenso geral é que RankBrain interpreta as pesquisas dos usuários para encontrar páginas que podem não ter em seus conteúdos as palavras exatas que foram usadas na consulta de pesquisa do usuário, mas mesmo assim poderão estar relacionadas de alguma maneira. Quando desligada, o RankBrain  faz processamento em  lotes de pesquisas anteriores e aprende combinando resultados de pesquisa encontrados.  Uma vez que os resultados da RankBrain são verificados pela equipe do Google o sistema é atualizado e vai ao ar novamente já incorporando novas informações.

Máquinas de aprendizagem como o RankBrain permitem ao Google aperfeiçoar a busca rapidamente, ganhar escala, e  de certa maneira  evoluir em áreas que, sem o uso dessas tecnologias, ficariam estagnadas. Trazendo isso para o mundo  de otimização de busca, mais especificamente "Search engine optimization" - SEO, é possível observar uma abrangência cada vez maior de possibilidades para o uso da ferramenta. 

Fontes e Referências:

https://en.wikipedia.org/wiki/RankBrain

Clark, Jack.  "Google Turning Its Lucrative Web Search Over to AI Machines". Bloomberg Business. Bloomberg. Retrieved 28 October 2015.

"Google vs. Moz On Clicks Influencing Search Ranking". SE Roundtable. Retrieved 24 March 2016.

  "Google Turning Its Lucrative Web Search Over to AI Machines". Surgo Group News. Retrieved 5 November 2015.

 "Google's 200 Ranking Factors: The Complete List". Backlinko (Brian Dean). 2013-04-18. Retrieved 2016-04-12.

Sullivan, Danny.  "FAQ: All About The New Google RankBrain Algorithm". Search Engine Land. Retrieved 28 October 2015.

 

http://www.profissionaldeecommerce.com.br/faq-tudo-sobre-rankbrain-o-novo-algoritmo-google/

http://br.wwwhatsnew.com/2015/10/rankbrain-sistema-de-inteligencia-artificial-usado-por-google-em-seu-buscador/

 

ITA oferece 10 cursos gratuitos

10

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), fundado em 1950, está oferecendo 10 cursos gratuitos por meio da plataforma de ensino on-line Coursera.  A plataforma conta com mais de 12 milhões de usuários e dispõe de mais de mil cursos de instituições renomadas do Brasil e do mundo.

Os professores que ministram os cursos são todos do ITA, instituto de ensino superior do Comando da Aeronáutica (COMAER), localizado no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).

Confira cada um dos cursos e faça sua inscrição:

1. Introdução ao Controle de Sistemas

2. Controle Usando a Resposta em Frequência

3. Arquitetura de Software em Projetos Ágeis

4. Desenvolvimento Ágil com Padrões de Projeto

5. Desenvolvimento Ágil com Java Avançado

6.  Projeto Final: Aplicativo para Web com Componente Gamificado

7.  Princípios de Desenvolvimento Ágil de Software

8. Técnicas Avançadas para Projeto de Software

9.  TDD - Desenvolvimento de Software Guiado por Testes

10.  Orientação a Objetos com Java

Fonte: http://engenhariae.com.br/mais/colunas/ita-esta-oferecendo-10-cursos-gratuitos-a-distancia/